Home > Informações > Correr no inverno

Correr no inverno

Correr no inverno

A corrida é um dos desportos mais completos e saudáveis: promove a oxigenação das células, estimula o metabolismo energético, tonifica os músculos, fortalece o coração, reduz o stress e melhora o humor. A estrada é de facto um dos melhores ginásios para libertar a mente, tonificar e revigorar o corpo e para controlar o peso. Uma corrida leve de cerca de uma hora é capaz de acelerar o metabolismo ajudando-nos a queimar um número satisfatório de calorias. A corrida também é uma boa variante do treino de inverno em bicicleta, difícil de praticar com o frio. As pessoas que gostam deste desporto quase que o consideram uma "droga", que não podem dispensar nem mesmo com o frio. No entanto, existem passos a seguir para correr com saúde e em segurança durante o inverno.

 

  • Comece o treino com um bom aquecimento num ambiente temperado para ativar os músculos e tornar as articulações mais flexíveis. Saia para a rua e, progressivamente, adapte a corrida ao seu ritmo, sem exagerar. Conclua sempre o seu treino com alongamentos para facilitar a recuperação e evitar um rápido arrefecimento muscular.

 

  • Adapte também o ritmo do seu metabolismo à corrida de inverno procurando comer adequadamente e assim, evitar "quedas" musculares e energéticas, que poderiam forçá-lo a abandonar a atividade. O prazer da corrida também se cultiva seguindo uma dieta saudável, que assegura os nutrientes essenciais para manter o normal funcionamento do metabolismo energético e muscular durante um esforço físico intenso ao frio. Neste sentido, é útil complementar com um suplemento de vitamina C, que além de contribuir para a redução do cansaço e da fadiga, contribui também para o normal funcionamento do sistema imunitário.

 

  • Não se esqueça de se manter hidratado durante a corrida! O frio geralmente tende a reduzir a nossa sensação de sede, mas não a necessidade do nosso corpo de cerca de 2 litros de água por dia. Especialmente quando se corre ao ar livre, suamos e desidratamos mesmo no inverno e por isso é sempre bom beber água, ainda melhor se com adição de, ou associada a, suplementos para desportistas à base de sais minerais. Especialmente o magnésio que contribui para a redução da sensação de fadiga e que favorece o metabolismo energético e, juntamente com o potássio, mantém o normal funcionamento muscular.

 

  • Escolha uma roupa de inverno adequada para corrida. O problema do inverno não é o frio, porque ao correr aquecemos imediatamente, mas o de arrefecermos alagados em suor porque nos arriscamos a ficar doentes. Por isso, vista-se com camadas de roupa mas não em demasia, evite usar algodão em contacto com a pele porque fica molhado e, se possível, use vestuário com tecnologia de última geração. Estes tecidos técnicos são concebidos para resistir ao frio de forma optimizada e a transpirar o excesso de calor, de forma a manter-se quente e seco, sobretudo se usar vestuário aderente que reduz o espaço de circulação do ar entre a pele e o tecido. Finalmente, não se esqueça de cobrir bem a cabeça com um gorro ou uma faixa e as extremidades com luvas e meias grossas porque a cabeça, as mãos e os pés arrefecem imediatamente.

 

  • Cuidado com o gelo! Evite correr em solo com gelo, talvez escolhendo as horas mais quentes do dia. No entanto, utilize sapatos de corrida para o inverno: impermeáveis, talvez com um tamanho maior para evitar o arrefecimento dos pés por compressão e com solas serrilhadas para facilitar a aderência inclusive em terreno molhado e evitar quedas desagradáveis.


Agora que já está preparado pode começar a correr.

 

Menarini PT Copyright © 2017-2020

voltar ao topo